Inês da Costa Soares

Reaproveitar materiais é prática comum no mundo artístico onde a Inês iniciou o seu percurso exploratório. Nesses tempos, ainda sem foco na sustentabilidade ambiental, mas sim na sustentabilidade económica, no potencial criativo, no raciocínio lógico e no seu instinto natural de aproveitar da melhor forma o que tem à disposição.

O passo seguinte passou por explorar o mundo sistémico e foi aqui que começou a ver – “com olhos de ver” – as interligações e interdependências infinitas que existem entre todos os elementos que conhecemos.

O mundo tornou-se um puzzle em constante mutação e a Inês sempre gostou de puzzles.

Mais informações:

Novonovo – novonovo.co